Módulo de Materiais Não-Lineares

Para Incrementar as Aanálises de Mecânica Estrutural com Modelos de Materiais Não Lineares

Módulo de Materiais Não-Lineares

Deformação plástica da estrutura de um stent sob a influência de um catéter balão inflado. O encurtamento e o efeito dogboning são investigados.

Adicione Modelos de Materiais Hiperelásticos, Elastoplásticos, Viscoplásticos e que Sofrem Fluência

O Nonlinear Structural Materials Module amplia os recursos mecânicos do Structural Mechanics Module e do MEMS Module com modelos de materiais não lineares, incluindo grandes deformações plásticas. Quando as tensões mecânicas em uma estrutura tornam-se muito altas, certas não linearidades das propriedades dos materiais obrigam a abandonar os modelos de materiais lineares. Essa situação também ocorre em algumas condições operacionais, como a temperatura elevada. O Nonlinear Structural Materials Module inclui modelos de materiais elastoplásticos, hiperelásticos, viscoplásticos e que sofrem fluência.

Modelos de materiais definidos pelo usuário com base em tensão ou deformação não variáveis, regras de escoamento e leis de fluência podem ser facilmente criados na interface de usuário utilizando as leis constitutivas integradas como ponto de partida. Pode-se combinar dois modelos de material e incluir efeitos multifísicos. Os modelos tutoriais que acompanham o módulo ilustram isso demonstrando combinações de fluência e plasticidade, fluência térmica e viscoplasticidade, além da plasticidade ortotrópica. O Nonlinear Structural Materials Module também possui aplicações importantes quando combinado com o Fatigue Module e o Multibody Dynamics Module.

Imagens adicionais:

  • Uma barra circular é submetida a um ensaio de tração uniaxial, resultando em grandes deformações. A barra sofre grande estricção e deformação plástica em sua seção transversal na região central. Uma barra circular é submetida a um ensaio de tração uniaxial, resultando em grandes deformações. A barra sofre grande estricção e deformação plástica em sua seção transversal na região central.
  • Escoamento, campo de pressões e tensões de Von Mises em uma bomba peristáltica. A interação fluido-estrutura é causada pelo rolo comprimindo as paredes da tubulação. Grandes deformações, contatos e o comportamento hiperelástico do material da tubulação foram considerados. A simulação é cortesia da Nagi Elabbasi, Veryst Engineering. Escoamento, campo de pressões e tensões de Von Mises em uma bomba peristáltica. A interação fluido-estrutura é causada pelo rolo comprimindo as paredes da tubulação. Grandes deformações, contatos e o comportamento hiperelástico do material da tubulação foram considerados. A simulação é cortesia da Nagi Elabbasi, Veryst Engineering.
Hiperelástico Plasticidade e Viscoplasticidade Fluência
Arruda-Boyce Anand Coble
Blatz-Ko Encruamento cinemático Deviatoric
Amortecimento Encruamento Isotrópico Garofalo (Seno Hiperbólico)
Gao Plasticidade para grandes deformações Nabarro-Herring
Gent Orthotropic Hill Plasticity Norton
Plasticidade para Grandes Deformações Perfectly Plastic Hardening Norton-Bailey
Mooney-Rivlin (dois, cinco e nove parâmetros) Expansão Térmica Potencial
Murnaghan Critério de Falha de Tresca Fluência definida pelo usuário
Neo-Hookean Plasticidade definida pelo usuário Volumétrica
Ogden Critério de Falha de von Mises Weertman
St Venant-Kirchhoff    
Storakers    
Expansão Térmica    
Material Hiperelástico definido pelo usuário    
Varga    
Yeoh    
 

Hyperelastic Seal

Viscoplastic Creep in Solder Joints

Necking of an Elastoplastic Metal Bar

Temperature-Dependent Plasticity in Pressure Vessel

Inflation of a Spherical Rubber Balloon

Snap Hook

Elastoacoustic Effect in Rail Steel

Plastic Deformation During the Expansion of a Biomedical Stent